Páginas

2 de dez de 2010

Previsão da inflação de Moçambique - Uma análise econométrica

O Grupo Mozeconomics procurou fazer um estudo na tentativa de prever a inflação mensal de Moçambique. O Banco de Moçambique (BM) e o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgam uma previsão, bem como a série histórica do IPC de Maputo que, no caso, percebemos que a meta inflacionária estipulada pelo BM utiliza o índice da capital. Enfim, o Grupo pretende com este estudo encontrar um modelo próprio para realizar previsões para essa variável tão relevante no cenário macroeconômico.
Utilizou-se econometria de séries temporais, como se trata de um modelo univariado, ou seja, uma única variável é considerada, assim se considera que o que explica a inflação atual são os valores passados dessa variável. A metodologia Box-Jenkins apontou um modelo autoregressivo e de média móvel ARMA(6,5), sendo que este minimizou os critérios AIC e SCH, apresentou o menor desvio e possui erro tipo ruído banco, em outras palavras, o modelo pode ser utilizado para previsão. Vale ressaltar que utilizou-se a série IPC dessazonalizada pela técnica TRAMO.

IPC – Moçambique
Mês
Projetado
Novembro/10
0,113014
Dezembro/10
0,706450
Janeiro/11
0,956579



O resultado da análise é uma previsão da inflação acumulada no mês de Novembro de 2010 de 11,673014% e anual de 12,379464%.
A meta anual estabelecida pelo Governo é média anual igual a 9.5%, contudo, até ao momento não foi possível identificar a metodologia para este cálculo. Acreditamos que no mais breve possível estaremos atualizando neste  mesmo post, a nossa análise com base nas nossas previsões,se o BM está dentro da meta e se conseguirá atingir a meta estipulada para o corrente ano.
O objetivo é dar sequência ao estudo apresentando os erros de previsão e as correções do modelo mensalmente e publicá-los antes que o BM e INE divulguem. Existe a possiblidade de agregar mais variáveis ao estudo da previsão da inflação de Moçambique, por tal, deixamos o convite aos interessados a acompanhar as futuras atualizações no blog.
Terminando, gostaria de fazer um agradecimento especial ao Caio César pela ajuda na realização deste estudo e quem quiser conhecer a sua página basta clicar aqui.

6 comentários:

  1. Interessante este tipo de análise objectiva, cientifica. Estamos habituamos a ver comentarios baseados em achismos e sem evidencias. Parece mesmo pertinente tbm partir pra uma metodologia mais novo classica, considerando outras variaveis alem da inflaçao passadaa. Nesse caso, a questao do cambio deveria ser levada em conta pq parece ter forte correlaçao com a nossa inflaçao.
    Parabéns!
    Uma outra questao que tem suscitado essas previsoes seria os dados de desemprego.

    abraço, Gilberto (em Maputo)

    ResponderExcluir
  2. Gilberto,
    grato pela visita. Realmente, o próximo passo é agregar mais variáveis ao estudo. Este primeiro ensaio sobre a inflação foi com o objetivo de sinalizar o interesse no estudo e agora é crescer no rigor analítico.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  3. Ousado e peculiar

    Meus parabéns meu caro. E lembre-se: "O homem é do tamanho de seus sonhos e ambições"

    Ansio pelo próximo post.

    mas antes deixo aqui uma pergunta: Tendo assim agregado mais variáveis ao estudo, poderiamos através delas determinar quais as que exercem maior influencia(no cenário moçambicano) e usá-las para controlar a inflação? Como isso poderia ser feito? Até que ponto esse controle seria bom? Talvez pra um estudo mais adiante, qual seria influencia dos chamados Megaprojetos que temos observado? Existe alguma relação a SADC?

    Mais uma vez, parabéns e bola pra frente

    Tadeu Áwila (BH, Brasil)

    ResponderExcluir
  4. sem palavras força e continua a trabalhar.vassilio

    ResponderExcluir
  5. Mano
    Gostei do que vi,
    e do que li
    estas na tua praia

    obrigado keep it up
    forca

    Chulo

    ResponderExcluir
  6. Interesting blog. I have learn a lot about the local inflation of MZ.

    ResponderExcluir

MozEconomics agradece. Participe sempre.